Quais as 5 Maiores universidades do Brasil?

No dia 27 de novembro foi divulgado o ranking das Maiores universidades do Brasil, segundo a última avaliação do Ministério da Educação (MEC).

Anualmente, o Ministério da Educação divulga esse ranking, que se baseia na média das notas dos cursos de graduação, mestrado e doutorado.

Apesar de ser anunciado anualmente, os índices dos Conceitos Preliminares de Cursos dos últimos três anos é que alimentam os cálculos do MEC.

Também outros conceitos, como a avaliação da Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (CAPES), entre outros, contribuem para a criação do ranking.

As 5 Maiores universidades do Brasil

O ranking do MEC é muito importante tanto para as próprias instituições de ensino superior quanto para os alunos que estão pensando em iniciar suas vidas acadêmicas.

Em um mercado tão competitivo, sabe-se que o fundamental não é apenas se graduar em determinada área, mas, também saber em que instituição a pessoa se formou.

Para lhe ajudar a escolher a melhor universidade na qual se formar, vamos mostrar as 10 Maiores universidades do Brasil com ênfase nas 5 melhores. São elas:

1.) Unicamp – Universidade Estadual de Campinas, São Paulo (foto acima) – A maior entre as Maiores universidades do Brasil, foi fundada em 5 de outubro de 1966, tendo, portanto, 51 anos de existência. Possui 6 campi:

  • Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas, em Paulínia-SP;
  • Colégio Técnico de Campinas;
  • Colégio Técnico de Limeira (SP);
  • Faculdade de Ciências Aplicadas, em Limeira (SP);
  • Faculdade de Odontologia de Piracicaba (SP);
  • Faculdade de Tecnologia, em Limeira (SP).

2.) UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre (RS) – Organizada em 1947, atualmente com 70 anos. Possui 29 unidades regionais e acadêmicas, como:

  • Campus Litoral Norte, em Tramandaí (RS);
  • Colégio de Aplicação, em Porto Alegre (RS);

3.) UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte (MG) – Em 2017, a UFMG comemora 90 anos de sua fundação, é a mais antiga universidade de Minas Gerais. Possui 4 campi:

  • Campus Pampulha, em Belo Horizonteorizon;
  • Campus Saúde, em Belo Horizonte;
  • Campus Regional de Montes Claros (MG);
  • Campus Cultural de Tiradentes (MG).

4.) UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de janeiro (RJ) – Criada em 7 de setembro de 1920, com o nome de Universidade do Rio de Janeiro, foi reorganizada em 1937, passando a se chamar Universidade do Brasil, tem a atual denominação desde 1965. Possui 5 campi:

  • Campus da Cidade Universitária;
  • Campus da Praia Vermelha;
  • Campus Xerém;
  • Campus Macaé;
  • Campus IFCS/FND.

5.) UFABC – Universidade Federal do ABC – Foi criada em 27 de julho de 2005. Atualmente com 12 anos, possui 2 campi:

  • Campus Santo André (SP);
  • Campus São Bernardo do Campo (SP).

A UFABC é uma das Maiores universidades do Brasil e uma das duas universidades brasileiras cujos professores são todos doutores.

6.) UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo (SP).

7.) UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina (SC).

8.) UFLA – Universidade Federal de Lavras (MG).

9.) UFV – Universidade Federal de Viçosa (MG).

10.) UFSCar – Universidade Federal de São Carlos (SP).

O ranking da Quacquarelli Symonds 

A Quacquarelli Symonds é uma empresa britânica especializada em educação e estudos.

Esta empresa trabalha com informações sobre as instituições de ensino superior melhor avaliadas por executivos de todo mundo.

No Brasil, segundo o ranking dessa empresa, as 5 universidades mais conceituadas, ou seja, as Maiores universidades do Brasil, são:

  1. UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas.
  2. USP – Universidade de São Paulo.
  3. UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro.
  4. UNESP – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”.
  5. UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais.

A importância de estudar nas Maiores universidades do Brasil

Já adiantamos este assunto, mas é importante reforçar e dar maiores detalhes sobre esta temática.

Como visto no tópico anterior, as empresas, principalmente, as melhores e maiores empresas, buscam seus empregados nas melhores e maiores universidades do mundo.

Quando estas empresas são originárias ou estão estabelecidas no Brasil, seus recrutadores, também estão de olho na reputação das instituições de ensino.

Também, é claro, as notas e produções acadêmicas relevantes também contam muito na hora de escolher os colaboradores.

Lógico, que o curso escolhido é da mais alta importância! Não basta, apenas estar em uma das maiores universidades brasileiras!

Alguém já disse: “estude aquilo que lhe dá satisfação e prazer e não pense apenas no retorno financeiro que determinado curso lhe trará”.

Contudo, há tempo para tudo! Assim, faça um curso que lhe garanta recursos e folga financeira para, depois, realizar o seu sonho! Por que não?

Estudar em uma das 5 Maiores universidades do Brasil é motivo de orgulho, responsabilidade e muita esperança de conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho. Portanto, se esforce e procure ser mais um dos afortunados estudantes destas universidades. Boa sorte!

O que representa a universidade para o seu futuro?

Em um mundo em que vemos pessoas sem nunca ter frequentado uma universidade, ganhando milhões de euros e dólares, muitos se perguntam se isso ainda vale a pena.

Reconheçamos que este é um devaneio sem muito valor científico, haja vista que nem todos possuem o talento de um Neymar, por exemplo.

Lógico que existem muitas pessoas que conseguem construir um futuro digno sem frequentar a universidade e sem ser jogador de futebol, mas estes são exceções.

O mercado de trabalho precisa e busca por pessoas cada vez mais qualificadas e capacitadas, nas mais diferentes áreas.

Então, se você não tem nenhum talento ou dom extraordinário, não se engane, o seu futuro pode começar a ser escrito na universidade.

A universidade e o seu futuro

“Estou formado! E agora?” Este é o questionamento de muitas pessoas que concluem a universidade e ainda não conseguiram estabelecer um caminho a seguir.

É muito emocionante e, às vezes, muito inspirador que a pessoa queira fazer um curso que lhe dê satisfação e realização pessoal.

Contudo, caso este curso não lhe prepare e/ou capacite para o mercado de trabalho, é bem possível que o seu futuro esteja comprometido, sobretudo, em termos financeiros.

“Dinheiro não é tudo!” Concordo em gênero, número e grau, mas, infelizmente, não se vive ou constrói um futuro sem ele.

Não estamos falando de trabalhar, apenas pelo “vil metal”, mas reconhecer, sem nenhum tipo de ilusão ou fantasia, que um futuro tranquilo depende, e muito, do que a pessoa consegue amealhar durante os anos.

São muitos os motivos que fazem com que as pessoas não consigam visualizar seu futuro após concluírem um curso superior na universidade:

  • Falta de um plano de vida! Muitas pessoas imaginam que, um dia, tudo irá se resolver por si só! Um dia, tudo dará certo! E deixam sua vida e, muitas vezes, de sua própria família, nas mãos do acaso. Não vivenciamos a utopia dos Titans!
  • Inconstância de objetivos/imaturidade! Conheci uma pessoa que já havia iniciado seis cursos acadêmicos e nunca concluiu nenhum! O que falta e o que sobra? Faltam objetivos definidos e “sobrava” dinheiro para pagar cursos que nunca eram concluídos.

Além destes motivos, trataremos, de forma mais detalhada, de outros dois motivos muito importantes, como será visto nos dois próximos tópicos.

A escolha da universidade

Às vezes temos objetivos, sabemos o que queremos fazer e aonde queremos chegar, mas nos equivocamos na escolha da universidade.

O curso que escolhemos, muitas vezes, é oferecido por várias universidades e faculdades, inclusive, com grades curriculares muito semelhantes.

Todavia, existem uma série de outros itens de valorização, muitos mais importantes em relação a estes cursos:

  1. Reputação acadêmica da universidade;
  2. Proporção de professores doutores;
  3. Citações de pesquisas da universidade, entre outros.

Escolhendo o melhor curso

O filho de um amigo, certa vez lhe disse: “Pai, quero fazer o curso x”! Era um belo curso, muito relevante, mas, com pouco retorno financeiro!

Seu conselho, ao filho, foi: “Faça um curso que lhe dê possibilidades de retorno financeiro mais rápido e, depois, quando estiver sólido, financeiramente, siga seu coração”!

Meu amigo usou os seguintes argumentos para justificar suas palavras: Não somos ricos! Vivemos bem, mas sem muito conforto financeiro!

Como meu filho esperaria, então, se sustentar em um curso que, nem estágio remunerado oferece. Na verdade, disse, ele, nem estágio sem remuneração, quanto mais, remunerado.

Portanto, se você não dispõe de muitos recursos, escolha uma área que possa lhe encaixar mais rapidamente no mercado de trabalho e busque sua estabilidade financeira.

Depois, às vezes, pouco tempo depois, você já pode começar a realizar seu sonho e concluir o curso que lhe fala ao coração.

Ou, você pode ter a sorte de ser apaixonado por uma área com alta demanda no mercado, e juntar o útil ao agradável.

Terminar um curso acadêmico não é garantia de colocação no mercado de trabalho ou realização financeira. A universidade, entretanto, lhe prepara e lhe confere maiores chances que outras pessoas menos qualificadas teriam.